quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Práticas de Leitura - 2º ano do fundamental

As competências dos alunos da 1ª série (2º ano) para participar de siruações de leitura estão relacionadas a atividades de leitura desenvolvidas por você e pelo próprio aluno ( feitas de forma individual, em duplas, coletivamente ou em pequenos grupos) de textos de gêneros variados e com diferentes propósitos. Isso permite que os alunos possam aprender comportamentos  de leitor, o que significa:
  • atribuir significado a textos de gêneros variados;
  • fazer uso de estratégias de leitura (seleção, antecipação, decodificação, inferência, verificação);
  • colocar em ação diferentes modalidades de leitura em função do texto e dos propósitos da leitura (ler para buscar uma informação, ler para se entender, ler para compreender etc.);
  • confrontar idéias, opiniões e interpretações, comentando e recomendando leituras, entre outras possibilidades;
  • apropriar-se das características discursivas e das conversações e estruturas linguísticas de cada gênero textual.
Essas situações envolvem tanto momentos nos quais os alunos lêem com sua ajuda, como também momentos em que são desafiados a ler sozinhos, colocando em jogo aquilo que construíram sobre o sistema alfabético.


Construir estratégias de leitura, mesmo quando ainda não sabem ler.

Ao longo da 1ª série, quando muitos alunos ainda não sabem ler convencionalmente ou então lêem com pouca fluência, é importante que as atividades de leitura também favoreçam o desenvolvimento das estrategias de leitura que sirvam de apoio à compreensão e à construção de sentido do texto. Isso, sempre considerando  que o processo de leitura de um texto se dá por meio de muitas ações além da decodificação.

Assim, é importante que você ajude seus alunos a identificar e analisar todos os indicadores possíveis que possam auxiliá-los na tarefa de ler, levando em conta tanto suas situações de leitura (lembre-se de que o (a) professor (a) é sempre um modelo), como aquelas nas quais os alunos são desafiados a ler por conta própria. Para isso, sugerimos:
  • Mostrar aos alunos que é possível antecipar ou inferir o conteúdo de um texto antes de fazer a leitura, a partir:
  1. do seu título;
  2. das suas imagens;
  3. da sua diagramação;
  4. das informações contidas na capa, contracapa e no índice (no caso de livros e revistas).
  • Ensinar os alunos a coordenar a informação presente no texto com as informações oriundas das imagens que o ilustram (por exemplo, nos contos, nas histórias em quadrinhos, em cartazes, em textos expositivos e nas notícias de jornal).
Algumas orientações didáticas relacionadas à aprendizagem de leitura

Em sala de aula:

  • Proporcionar momentos diários para que os alunos tenham contato com diferentes portadores de texto (tais como jornais, revistas, livros informativos, folhetos, cartazes) e aprendam a conviver em um ambiente letrado e de valorização da leitura.
Diferentes Gêneros
  • Planejar momentos de leitura envolvendo textos de diferentes gêneros, para que os alunos ouçam e comecem a perceber características desses gêneros:

Gib's, Jornais, Fábulas, Contos, Revistas, Folhetos, Livros...





  • Dicas de Atividades:  Propor situações de leitura para que eles possam ampliar suas competências leitoras, tais como: ler rapidamente títulos e subtítulos até encontrar uma informação, selecionar uma informação precisa, ler minuciosamente para executar uma tarefa, reler um trecho para retomar uma informação ou apreciar aquilo que está escrito. Isso sempre com sua ajuda e, inicialmente, de forma coletiva ou em grupo.
  •  Planejar atividades nas quais os alunos possam, com sua ajuda, fazer uso dos indicadores como: autor, o gênero, o assunto, o tipo de ilustração, o portador - se é um livro, uma revista ou um jornal, por exemplo para aprender antecipar o conteúdo do texto, inferir aquilo que está escrito e ampliar suas possibilidades de interpretá-lo.
  • Convidar os alunos a ler um texto e localizar informações em diferentes fontes escritas.
  • Ler em voz alta - para adquirir fluência, respeitar pontuação, entonação e rítmo.
  • Leitura silenciosa - para aprender utilizar de forma cada vez mais autônoma estratégias de leitura como decifração, a seleção, a antecipação, a inferência e a verificação.
  • Propor atividades de leitura por você ou pelos alunos (individual ou coletivamente) para que eles aprendam a inferir o significado de uma palavra pelo contexto ou a procurar no dicionário (quando houver necessidade para compreensão do texto)
  • Planejar momentos: Em que você professor faz a leitura; Em que os alunos escolham o que querem ler; Em que possam levar livros para casa (para que aprendam a ter cuidado com os livros e demais materiais escritos).
  Lembre-se! Uma boa aula sempre começa com uma leitura feita pelo professor!


Nenhum comentário:

Postar um comentário