quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Evolução Funcional de Professor na Prefeitura de SP

 
Conheça como o professor evolui na carreira
Os servidores do quadro de magistério da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo contam com diversas possibilidades de evolução na carreira. Ao total, são 13 referências de vencimentos, que vão do QPE-11 a QPE-23, e cinco graus de progressão para os educadores (A, B, C, D e E). Os integrantes que possuem formação em magistério ou ensino médio ingressam na categoria QPE-11 A, que possui uma remuneração de R$2.899,66, e os diplomas de ensino superior na QPE-14 A, R$3.502,67. Ambas as modalidades podem chegar à QPE-23 E, R$7.942,36, todas as referências são para 40 horas semanais de jornada especial e básica.
A carreira do magistério municipal de São Paulo é constituída de duas classes: a dos docentes e dos gestores educacionais. O professor pode acessar aos cargos de gestão educacional mediante concurso ou ainda exercer cargos vagos para os quais não haja candidatos legalmente habilitados, ou em substituição nas situações de impedimentos legais e temporários de titulares. Os cargos de gestores educacionais (QPE-24) são de coordenador pedagógico, diretor de escola e supervisor escolar e que podem chegar até R$8.458,61 para aqueles com uma carreira superior a 24 anos.
A evolução na carreira pode ocorrer por meio do ingresso do docente ao quadro da rede e da evolução funcional, que é o enquadramento em referências de vencimentos imediatamente superior, de acordo com os critérios de: tempo de efetivo exercício na carreira, títulos e a combinação de tempo e títulos. O tempo mínimo de permanência em cada categoria é de um ano, para os servidores que irão ingressar na rede, ainda será necessário o estagio probatório de três anos de efetivo exercício, para depois pedir a primeira evolução.
Para a evolução por meio dos títulos, eles podem ser tanto presenciais quanto à distância, graduação, mestrado, doutorado, especialização latu sensu com carga horária mínima de 360 horas, extensão universitária de 30 horas e aperfeiçoamento com 180 horas. A publicação de artigos, livros ou projetos também pode levar a progressão da carreira.

Matéria Publicada na Folha Dirigida em 27/03/2015

Clique aqui e acesse o link para conhecer o material do CONAE2


CLIQUE AQUI e acesse o link atualizado 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários serão publicados após moderação.
Grata.